Regina Ripamonti

Atualidades e Meio Ambiente

Saiba como é determinada a coloração dos gatos

Salvo raras exceções, gatos com três colorações são fêmeas. Mas você sabe o porquê?

  jun 10, 2015     00:51
Saiba como é determinada a coloração dos gatos
Pelagens dos gatos - Parte I

Cada gato tem 19 pares de cromossomos, quatro a menos do que um humano (23). Cada cromossomo carrega determinados genes, que estabelecerá na formação do novo indivíduo, regras de dominância entre eles e as características que estes apresentarão.

Preto e vermelho - As cores preto e vermelho da pelagem dos gatos é definida por genes presentes no cromossomo sexual X. Cada gato recebe um par de genes relativos à cor, que podem ser do tipo dominante ou recessivo.

O gene que determina se um gato vai ser preto ou vermelho está no cromossomo X. Portanto, como os machos são XY, eles só têm um X então, só podem ser pretos ou vermelhos. Exceto em 0,03% das situações em que apresentam uma anomalia cromossômica como a Síndrome de Klinefelter, o Quimerismo ou o Mosaicismo, ou seja, realmente existem gatos tricolores machos! Isto ocorre em cerca de uma vez a cada 3.000 nascimentos de gatos tricolores. Somente 1 em 10.000 indivíduos tricolores machos, será fértil.

O preto possui seis tonalidades (preto puro, azul, chocolate, canela, lilás e castanho claro ou fulvo) e o vermelho, duas (vermelho puro e creme). Sendo assim, as três cores básicas e suas diluições formam todas as possíveis colorações dos gatos.

Se a fêmea for heterozigota, ou seja, se ela tiver somente um X para vermelho e o outro não, ela poderá ser vermelha, escama de tartaruga ou tricolor (preto, branco, vermelho). Se a fêmea for homozigota para vermelho, ou seja, apresentar o gene para o pelo vermelho nos dois X, então ela será vermelha. Estatisticamente, existe 1 fêmea vermelha para cada 3 machos vermelhos.

O alelo para a pelagem vermelha é dominante em relação ao alelo para pelagem preta. Porém é possível que as fêmeas apresentem as duas cores concomitantemente e esse fenômeno pode ser explicado pela Hipótese de Mary Lyon.

Branco - O gene para a coloração branca é autossômico e não ligado ao X, como no vermelho e no preto. Além disso, ele é epistático dominante tanto para manchas brancas (S), como para o branco total (W), ou seja, quando presente inibe o aparecimento da cor. Salienta-se que na coloração dos pelos dos gatos, o branco é a ausência de cor. No albinismo (C) ele é recessivo.
Gatos com genes que determinam pelos brancos, produzem pouquíssimos melancócitos, que conferem a cor ao pelo. No albinismo, não há produção desse pigmento pelas células.

O gene para o branco é associado à surdez, se este branco atinge as orelhas. A surdez pode ser bilateral e é causada por uma degeneração da cóclea no ouvido interno, que tem início alguns dias após o nascimento (Síndrome de Waardenburg). Somente os gatos que apresentam o gene da surdez, chamado de alelo w, são surdos.

Frequentemente, os gatos brancos apresentam um sinal colorido na pelagem da cabeça quando nascem, que representa a cor real de sua pelagem. No entanto, esta mancha desaparece com o passar do tempo.

Gatos brancos que possuem os dois olhos azuis apresentam de 65% a 85% de chance de serem surdos. Quando possuem somente um olho azul (gato de olho ímpar/odd-eyed), a probabilidade é de 30% a 40%. E se tiverem olhos de outra cor, a possibilidade de serem surdos cai para 17% a 22%.

A surdez somente dificulta a segurança do animal doméstico. Para ele não é recomendável sair sem a presença de um tutor, já que não conseguirá ouvir ruídos de carros, buzinas, etc.

Manchas brancas - Manchas brancas são muito comuns e variáveis. Podem se restringir apenas aos dedos, pés, pernas, nariz, queixo, barriga, peito, até uma grande mancha abrangendo várias partes do corpo ao mesmo tempo. As manchas brancas apresentam um grau variável de dominância. Geralmente gatos homozigotos para branco, costumam ter mais branco do que os heterozigotos, mas há outros genes que influenciam isso.

Alguns gatos apresentam apenas o tigrado na cabeça e rabo e o restante branco. Acreditam ser um branco malhado, porém na realidade eles são tigrados malhados de branco, já que o gene branco é que esconde o tigrado. Gatos brancos podem apresentar manchas brancas, só que estas ficam invisíveis.

Albinismo - O gene de albinismo estrito implica na completa perda da função da enzima tirosinase, que é um elemento fundamental para a produção de cor. Gatos albinos possuem pelos 100% brancos, a pele rosada sem nenhuma mancha ou pinta, tanto seu nariz, como as almofadas das patas, o interno de suas orelhas, os lábios e as pálpebras também serão rosados. Seus olhos também podem ser rosados ou em um tom de azul e verde muito claro.

Leia também: Pelagens dos gatos - Parte II

Saiba mais:
A probabilidade de cores dos gatos
Genética Felina
As raças dos Gatos
Genetic Mechanisms of Sex Determination
Genética de populações
Guia de Raças
What color is my cat?
Genética




Autor

Regina Ripamonti

Formada em Biologia e Pedagogia e com mais de 25 anos de atuação na área de Educação, Regina Ripamonti usará seu espírito investigativo e crítico para trazer assuntos de interesse veterinário e de educação ambiental, na busca de redefinição das relações do ser humano com o meio ambiente e a reafirmação de sua interdependência.

Relacionados

Tipos de pelagem de gatos
Tipos de pelagem de gatos

Degeneração vacuolar hepática
Degeneração vacuolar hepática

Necrose de coagulação
Necrose de coagulação

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...