Edson Rodrigues Pereira

Histopatologia

Pele com regeneração epitelial e cicatrização com 7 dias de evolução

Descrição histopatológica detalhada da cicatrização com 7 dias de evolução, ilustrada com fotomicrografia

  abr 16, 2015     17:16
Pele com regeneração epitelial e cicatrização com 7 dias de evolução
Fotomicrografia de corte histológico de pele fina, corada pela hematoxilina-eosina, com epitélio delgado, do tipo pavimentoso estratificado, com escassez de camadas e derme subjacente com numerosos anexos dérmicos.

Trata-se de retalho de pelo, com evolução do processo de cicatrização com 7 dias de evolução. Nota-se, em nível de epiderme, da área de lesão, onde havia, na lâmina de 24 horas, presença de coágulo de fibrina, evidencia de regeneração de epitélio da epiderme.

Preste atenção e perceberá que a área regenerada encontra-se mais espessa que as áreas vizinhas com epitélio preservado. Esse fenômeno pode ser observado já, com três dias de evolução do processo de regeneração. Por outro lado, no tecido conjuntivo da derme subjacente já se observa proliferação fibroblástica ativa e numerosos vasos.neoformados.

Chama atenção, o fato de observarmos fibroblastos em posição perpendicular à parede de neovasos, conferindo aspecto em paliçada dos fibroblastos, além da deposição de pequena quantidade de feixes de fibras colágenas na área de reparação por cicatrização.

No material examinado podemos observar, ao mesmo tempo, ocorrência de regeneração epitelial e cicatrização do tecido conjuntivo lesado, pelo corte realizado pela lâmina de bisturi.

DIAGNÓSTICO: pele com regeneração epitelial e cicatrização com 7 dias de evolução.

Para compreender melhor acesse:

Veja também:
Bons estudos!




Autor

Edson Rodrigues Pereira

O histórico acadêmido do Edson foi construido na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Graduado em 1986, concluiu o mestrado em Patologia Experimental e Comparada em 1992 e o doutorado em Patologia Experimental e Comparada em 1996. Atuou como coordenador do curso de Medicina Veterinária nas universidades de Guarulhos e Cruzeiro do Sul, e como professor das universidades Metropolitana de Santos, Anhembi-Morumbi . É membro da Rockefeler Foundation, representada no Brasil pela ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças). Atualmente é professor da Universidade Anhembi-Morumbi.

Relacionados

Infarto renal
Infarto renal

Revisão de Histologia
Revisão de Histologia

Lâminas de Histopatologia
Lâminas de Histopatologia

Aulas de Patologia
Aulas de Patologia

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...