Regina Ripamonti

Atualidades e Meio Ambiente

O boicote ao Seaworld não pode parar

A organização PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), afirma que o anúncio não é suficiente e que a empresa deve parar de manter as orcas em cativeiro

  nov 10, 2015     20:55
O boicote ao Seaworld não pode parar
Após anos sendo alvo de denúncias e recebendo críticas pelo tratamento aos qual submetiam os animais cativos, a cadeia norte-americana de parques temáticos SeaWorld, finalmente sinalizou que finalizará com os shows que incluem orcas (Orcinus orca) no parque de San Diego.

A empresa afirmou que a partir de 2017 substituirá as encenações por algo mais informativo. Obviamente a atitude foi tomada por causa dos boicotes do público e do meio artístico, que fizeram com que a rentabilidade do parque estivesse sempre em queda.

Em 2013, por exemplo houve o lançamento do documentário "Blackfish", denunciando o sofrimento das orcas que vivem em cativeiro. O filme mostra as orcas vivendo em tanques reduzidos, com pouca iluminação e tendo que submeter-se a duros treinamentos para receber somente seu alimento.

Espera-se para breve um projeto de lei, ao menos na Califórnia, que proibirá a introdução de novas orcas em cativeiro e o controle da reprodução das existentes.

Saiba mais:
SeaWorld acaba con los espectáculos de orcas tras años de polémica
PETA




Autor

Regina Ripamonti

Formada em Biologia e Pedagogia e com mais de 25 anos de atuação na área de Educação, Regina Ripamonti usará seu espírito investigativo e crítico para trazer assuntos de interesse veterinário e de educação ambiental, na busca de redefinição das relações do ser humano com o meio ambiente e a reafirmação de sua interdependência.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...