Edson Rodrigues Pereira

Histopatologia

Nefrite intersticial crônica

Descrição histopatológica detalhada da nefrite intersticial crônica, ilustrada com fotomicrografia

  ago 04, 2016     16:47
Corte histológico de rim, corado pela hematoxilina-eosina, mostrando delimitação definida entre as áreas cortical e medular. Nota-se, na cortical, inúmeros corpúsculos renais, com folheto parietal da cápsula de Bowman, revestida de epitélio tipo pavimentoso simples e com espaço capsular definido e, ao centro, enovelado de capilares glomerulares, com a matriz mesangial. Há túbulos contornados e cortes de alças de Henle, com os respectivos epitélios que os revestem.

A evidenciação dos achados histopatológicos encontra-se presente no interstício, onde podemos notar, nos diferentes aumentos e em diferentes campos histológicos, infiltrado inflamatório composto predominantemente de mononucleares.

O referido tipo de infiltrado é do tipo multifocal, que acompanha o trajeto tubular e também é observado circunscrevento e ou ao redor de corpúsculos renais. Note que o infiltrado é difuso e não é do tipo onde há acúmulo focal de células mononucleares, apanágio de granuloma.




Autor

Edson Rodrigues Pereira

O histórico acadêmido do Edson foi construido na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Graduado em 1986, concluiu o mestrado em Patologia Experimental e Comparada em 1992 e o doutorado em Patologia Experimental e Comparada em 1996. Atuou como coordenador do curso de Medicina Veterinária nas universidades de Guarulhos e Cruzeiro do Sul, e como professor das universidades Metropolitana de Santos, Anhembi-Morumbi . É membro da Rockefeler Foundation, representada no Brasil pela ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças). Atualmente é professor da Universidade Anhembi-Morumbi.

Relacionados

Pielonefrite aguda
Pielonefrite aguda

Pielonefrite aguda em vídeo
Pielonefrite aguda em vídeo

Lâminas de Histopatologia
Lâminas de Histopatologia

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...