Marcelo Silva Sader

Produção Científica

Mato Grosso mantém status de baixa prevalência para tuberculose

Pesquisadores avaliaram a prevalência de tuberculose bovina em animais e rebanhos abatidos em 2009 no estado de Mato Grosso, Brasil

  ago 23, 2015     21:53
Mato Grosso mantém status de baixa prevalência para tuberculose
Estudo publicado na Revista "Arquivo Brasileiro Medicina Veterinária e Zootecnia", em 2012, estimou a prevalência de tuberculose em bovinos abatidos em 2009 no estado de Mato Grosso, utilizando como diagnóstico confirmatório o exame bacteriológico e o molecular a partir de fragmentos de tecidos lesionados.

Nos sete abatedouros selecionados, detentores de serviço de inspeção federal (SIF), foram inspecionados 41.193 bovinos, sadios ao exame ante mortem, procedentes de 492 rebanhos originários de 85 (60%) municípios mato-grossenses.

Um total de 198 carcaças apresentaram lesões suspeitas. Apenas três carcaças (3/198) apresentaram lesões confirmadas como tuberculosas pelos diagnósticos laboratoriais.

A prevalência aparente de tuberculose bovina em animais e rebanhos abatidos no estado de Mato Grosso foi de 0,007%. O estado do Mato Grosso possui, naturalmente, um status sanitário considerado de baixa prevalência.

Veja mais:
Prevalência de tuberculose bovina em animais e rebanhos abatidos em 2009 no estado de Mato Grosso, Brasil. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. [online]. 2012, vol.64, n.2, pp. 274-280. ISSN 0102-0935.




Autor

Marcelo Silva Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...