Edson Rodrigues Pereira

Histopatologia

Marcha da Necrópsia - Parte 3

Abertura da cavidade torácica

  out 17, 2015     19:21
Após a abertura da cavidade abdominal, descrita no vídeo anterior, este vídeo descreve o passo seguinte da Marcha da Necrópsia mostrando a abertura da cavidade torácica. É demonstrado o procedimento de rebater a pele, musculatura e panículo adiposo de modo a expor o gradil costal e desta forma cortar com o costótomo, ao nível das articulações costo-condrais para a retirada do plastrão.

Trata-se de material complementar ao estudo da Técnica de Necrópsia em Pequenos Animais e tem o objetivo de auxiliar alunos de medicina veterinária que estejam cursando a disciplina de Patologia Veterinária.

Importante frisar que o animal NÃO foi eutanasiado para fins de estudo, mas veio a óbito no Hospital Veterinário após esgotadas todas as opções de tratamento disponíveis. A necrópsia foi então solicitada pelo tutor, com o objetivo de identificar a "causa mortis".




Autor

Edson Rodrigues Pereira

O histórico acadêmido do Edson foi construido na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Graduado em 1986, concluiu o mestrado em Patologia Experimental e Comparada em 1992 e o doutorado em Patologia Experimental e Comparada em 1996. Atuou como coordenador do curso de Medicina Veterinária nas universidades de Guarulhos e Cruzeiro do Sul, e como professor das universidades Metropolitana de Santos, Anhembi-Morumbi . É membro da Rockefeler Foundation, representada no Brasil pela ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças). Atualmente é professor da Universidade Anhembi-Morumbi.

Relacionados

Marcha da Necrópsia
Marcha da Necrópsia

Marcha da Necrópsia - Parte 2
Marcha da Necrópsia - Parte 2

Marcha da Necrópsia - Parte 1
Marcha da Necrópsia - Parte 1

Importância da realização de necropsia

Comentários

  1. visitante

    Katty Michelle     outubro 10, 2016    14:12

    Responder

    Excelente! Ajudou muito! Parabéns e obrigado!

  2. visitante

    Kenia     novembro 12, 2015    00:00

    Responder

    Professor Guerra explica de tal forma que não tem como não aprender!

  3. visitante

    Elizabeth     novembro 11, 2015    23:44

    Responder

    Tenho uma dúvida.. Caso os linfonodos mesentéricos estejam aumentados, o Prof Guerra abriu, qual será o procedimento para mandar para o exame histopatológico? Porque depois da abertura, ele colocou o intestino em cima de novo.. Obrigada.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...