Marcelo Silva Sader

Produção Científica

Impacto econômico das doenças parasitárias na pecuária brasileira

Estudo publicado na Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal mostra valores impressionantes para perdas anuais relacionadas com determinados parasitas

  mar 30, 2015     17:31
Impacto econômico das doenças parasitárias na pecuária brasileira
O Brasil possui o segundo maior rebanho do mundo, ficando atrás apenas da Índia, o que lhe garante posição de destaque na pecuária mundial. Estudos recentes mostram que a visão econômica sobre intervenção na saúde do rebanho deve ser considerada para adotar decisões financeiras em relação ao investimento que será aplicado na atividade pecuária.

Um dos principais fatores relacionados às perdas econômicas é o controle de doenças que causam impacto na produção, particularmente, as verminoses. Contudo, aspectos da análise financeira dos custos de controle, estratégias de manejo sanitário e sua eficiência econômica para atividade pecuária, devem ser analisadas com rigor.

Os valores realmente impressionam. Foram considerados perdas anuais relacionadas com determinados parasitas, apenas referente aos efeitos negativos do parasitismo sobre a produtividade de leite e ganho de peso.

  • Nematoides gastrointestinais - US$ 7,11 bilhões;
  • Rhipicephalus (Boophilus) microplus - US$ 3,24 bilhões;
  • Haematobia irritans - US$ 2,56 bilhões;
  • Dermatobia hominis - US$ 0,38 bilhões;
  • Cochliomyia hominivorax - US$ 0,34 bilhões;
  • Stomoxys calcitrans - US$ 0,34 bilhões;
  • Totalizando US$ 13,96 bilhões.

O mesmo estudo avaliou diferentes doses de anti-helmíntico aplicado para controlar a infestação dos parasitas e os respectivos custos com tratamento e as perdas resultantes.

O custo financeiro é um fator limitante para que os produtores consigam reduzir ainda mais as perdas. Deve-se considerar não só o alto custo de medicamentos, mas também gastos com as operações e assistência técnica para diagnóstico e tratamento das enfermidades e compra de novos animais para substituição de indivíduos comprometidos.

Fonte:
Impacto econômico das doenças parasitárias na pecuária
Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, v. 08, n. 3, p. 198-221, jul-set, 2014




Autor

Marcelo Silva Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...