Marcelo Silva Sader

NetVet News

Governo cria mecanismos para controlar a tuberculose em bovinos

Rondônia exige exames negativos de tuberculose e brucelose para liberação de financiamento

  ago 23, 2015     22:04
Governo cria mecanismos para controlar a tuberculose em bovinos
O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Rondônia (CRMV-RO), Rodrigo Bruno Loyo Cadette, e o coordenador de Programa de Brucelose e Tuberculose da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (IDARON), Adelmar Rocha, reuniram-se, em junho de 2015, com representantes das instituições financeiras para alertar sobre a necessidade de exames negativos de brucelose e tuberculose para liberação de financiamento de animais.

A tuberculose bovina (TB), uma zoonose causada pelo Mycobacterium bovis, apresenta sérios riscos tanto à saúde pública humana quanto à veterinária, em especial em indivíduos convalescentes ou imunodebilitados, pela susceptibilidade do homem ao bacilo, além de ocasionar impactos à produtividade dos rebanhos e expressivas perdas econômicas ao setor.

Diante da gravidade da situação e do risco de comercialização de animais contaminados, os representantes do CRMV-RO e Idaron protocolaram junto ao Banco da Amazônia uma solicitação para que, a liberação de qualquer aporte financeiro que envolvesse a apresentação de atestados sanitários do rebanho envolvido como livre de brucelose e tuberculose, conste nos documentos exigidos a chancela do órgão oficial, neste caso a IDARON, para avaliar se o laudo realmente é emitido por profissional qualificado, habilitado e em consonância com as normas legais vigentes.

Para o assessor da Superintendência de Negócios do Banco do Brasil, Adalto Lacerda de Brito, há uma preocupação em adotar uma medida que vai gerar custo para o produtor. "Já adotamos essa prática em anos anteriores, mas não estava funcionando, pois muitos municípios não tinham médicos veterinários credenciados para dar o atestado, e quem dava cobrava R$ 20,00 por cabeça de animal", diz Adalto.

Veja mais:
CRMV-RO e Idaron levam discussão sobre legalidade do exame de sanidade animal ao CEDR




Autor

Marcelo Silva Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...