Marcelo Sader

Pets

Entendendo melhor as lambidas do cão

O ato de lamber frequentemente pode significar um sinal clínico importante ao veterinário

  jul 29, 2016     12:38
Muitas vezes o tutor recorre ao veterinário relatando que seu cão ou gato está se lambendo com muita frequência. Algumas situações denotam claramente o problema. Quando um cão está lambendo seus dedos pode estar com um ferimento, uma úlcera ou mesmo um distúrbio psicológico. Quando a lambedura ocorre na região da cauda, o veterinário pode desconfiar de uma irritação por picada de pulgas ou na glândula adanal.

Contudo, em alguns casos, a interpretação não é tão simples. O Dr. Mark Paul, colaborador do site Pet Health Network, lista algumas das rasões pelas quais os cães se lambem.

Veja algumas das causas listadas por Paul.


  1. Ferimento
    Nem sempre é algo óbvio. Pode ser uma simples farpa causando inflamação ou uma aparente dermatite, mas pode revelar uma artrite ou mesmo um formigamento devido a um problema no nervo sensitivo da região.

  2. Náusea
    Quando temos algum problema no estômago, há uma tendência a sentirmos um gosto diferente na boa. O mesmo ocorre com os cães, podendo levar a uma excessiva produção de saliva ou levar o cão a lambem os lábios com frequência.

  3. Disfunção cognitiva
    Cães com idade avançada que desenvolveram demência podem lamber com freência algumas partes especificas do corpo.



Veja mais em Pet Health Network




Autor

Marcelo Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...