Marcelo Silva Sader

Produção Científica

Ejaculados individuais e pools de sêmen: diferenças em condições experimentais

Sub Titulo 6

  jan 22, 2015     20:58
Avaliaram-se ejaculados caninos individuais e pools de sêmen submetidos a dois tratamentos de renovação do meio diluidor. Sêmen de seis cães foi coletado, na forma de ejaculados individuais e pools de sêmen, diluído na proporção de 1:1 em meio Tris-Gema, centrifugado a 500g/10min, e o pellet ressuspendido até concentração final de 50x106 espermatozoides/mL.

O sêmen foi resfriado a 0,26ºC/min, entre 37 e 16ºC, e 0,08ºC/min, entre 16 a 8ºC, e mantido em geladeira a 5ºC por 14 dias. No Tratamento 1, o meio diluidor foi renovado a cada seis dias, e no Tratamento 2 aos 12 dias. O sêmen foi avaliado, a cada 48 horas, quanto à motilidade espermática, utilizando-se o Sperm Class Analyser® (SCA), e quanto à integridade de membranas pelo teste hiposmótico e coloração com PI/CFDA.

A formação de pools de sêmen simplificou sua manipulação, principalmente com relação ao aumento do volume da amostra disponível; no entanto, resultados obtidos a partir de ejaculados individuais mostraram diferenças entre tratamentos, não identificadas nos pools de sêmen.

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. vol.66 no.1 Belo Horizonte jan./fev. 2014




Autor

Marcelo Silva Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...