Regina Ripamonti

Atualidades e Meio Ambiente

Dia Mundial da Vida Selvagem

Combate ao crime organizado é o tema da 2ª celebração do Dia Mundial da Vida Selvagem, neste 3 de março. Nações Unidas calculam que tráfico de animais e caça envolvem até US$ 213 mil milhões ao ano.

  mar 04, 2015     14:56
Dia Mundial da Vida Selvagem
A data, 3 de março, foi escolhida por lembrar a assinatura da primeira Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (CITES), que ocorreu nessa data no ano de 1973. Esta é sua 2ª comemoração, pois foi criada somente em dezembro de 2013, pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Além de celebrar a riqueza da vida animal e vegetal, o Dia Mundial da Vida Selvagem pretende aumentar a conscientização sobre a fauna e a flora selvagens do mundo e reafirmar o valor essencial das espécies silvestres.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), organizou um evento para discutir os crimes. Neste evento, Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, destacou que o comércio ilegal tornou-se um crime transnacional facilitados pela corrupção, pela fraca governança, pelo envolvimento, cada vez maior, de redes do crime organizado e de grupos armados não-estatais.

Todos os setores da sociedade, de consumidores, produtores a governos, precisam tratar os crimes contra a vida selvagem como uma ameaça ao futuro sustentável e precisam oferecer uma recusa, seja através de leis, ou de aceitação e consumo de bens que tenham sido obtidos de forma ilegal ou de fontes não sustentáveis, sejam eles medicamentos, alimentos, cosméticos, roupas, acessórios, etc.

Segundo o PNUD, mais de 1,2 mil rinocerontes foram caçados no ano passado e num período de três anos, 100 mil elefantes africanos foram mortos de forma ilegal, pela busca do marfim e dos cornos de rinoceronte. Esses crimes não só afetam a preservação dessas espécies, mas também trazem conflitos e insegurança às regiões de atividades ilegais.

Veja mais: Combate ao crime organizado é tema do Dia Mundial da Vida Selvagem




Autor

Regina Ripamonti

Formada em Biologia e Pedagogia e com mais de 25 anos de atuação na área de Educação, Regina Ripamonti usará seu espírito investigativo e crítico para trazer assuntos de interesse veterinário e de educação ambiental, na busca de redefinição das relações do ser humano com o meio ambiente e a reafirmação de sua interdependência.

Relacionados

"O Ano do Lobo-Guará"
"O Ano do Lobo-Guará"

Pangolim - o mamífero mais traficado do mundo
Pangolim - o mamífero mais traficado do mundo

Prostituição de orangotangos
Prostituição de orangotangos

Arquipélago de Galápagos, as Ilhas Encantadas
Arquipélago de Galápagos, as Ilhas Encantadas

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...