Edson Rodrigues Pereira

Histopatologia

Carcinoma espinocelular

Descrição histopatológica detalhada do carcinoma espinocelular, ilustrada com fotomicrografia

  abr 28, 2015     18:17
Carcinoma espinocelular
Fotomicrografia de corte histológico de neoformação de histogênese epitelial, derivada de células das camadas espinhosa e granulosa da epiderme, com crescimento invasivo e infiltrativo, atingindo partes superficiais e profundas do tecido conjuntivo da derme subjacente, cujas células apresentam-se arranjadas formando ninhos, com estroma de tecido conjuntivo abundante e parcamente vascularizado.

Ao examinarmos as células do parênquima da neoformação, fica evidente seu alto grau de anaplasia, onde se observa perda da relação núcleo/citoplasma, com nucléolo ou nucléolos evidentes, basofilia aumentada, além de inúmeras figuras de mitoses atípicas.

Chama a atenção a presença de queratina, particularmente evidente nas áreas centrais das formações em cortes transversais (material amorfo e acidófilo), o que facilita o diagnóstico de neoformação neoplásica de origem epitelial, denominadas pérolas córneas.

Diagnóstico: CARCINOMA ESPINOCELULAR (EPIDERMÓIDE - DE CÉLULAS ESCAMOSAS - PLANO CELULAR - termos que podem ser utilizados como sinonímias).

Para compreender melhor acesse:

Veja também:
Bons estudos!




Autor

Edson Rodrigues Pereira

O histórico acadêmido do Edson foi construido na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Graduado em 1986, concluiu o mestrado em Patologia Experimental e Comparada em 1992 e o doutorado em Patologia Experimental e Comparada em 1996. Atuou como coordenador do curso de Medicina Veterinária nas universidades de Guarulhos e Cruzeiro do Sul, e como professor das universidades Metropolitana de Santos, Anhembi-Morumbi . É membro da Rockefeler Foundation, representada no Brasil pela ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças). Atualmente é professor da Universidade Anhembi-Morumbi.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...