Marcelo Silva Sader

Tecnologia Aplicada

Boas práticas no uso "drones" na observação de animais de vida livre

Comunidade científica começa a se mover no sentido de criar um guia de boas práticas para uso desta tecnologia na observação de aves e outros animais de vida livre

  ago 21, 2015     21:18
Boas práticas no uso "drones" na observação de animais de vida livre
Veículos aéreos não tripulados, comumente chamados de drones, estão sendo cada vez mais usados em pesquisa ecológica, em particular para abordar fauna sensível em áreas inacessíveis.

Pesquisadores do mundo todo estão preocupados com o impacto desta aproximação e começam a desenhar um guia de boas práticas.

A revista Biology Letters, na sua edição de fevereiro de 2015, publicou artigo onde avalia o impacto da cor do drone, velocidade e ângulo de voo nas respostas comportamentais de patos selvagens (Anas platyrhynchos) em situação de semi-cativeiro, flamingos selvagens (Phoenicopterus roseus) em uma área de pantanal.

Os autores concluíram que a velocidade de aproximação, a cor e passagens repetidas não tiveram qualquer impacto mensurável sobre o comportamento do pássaro, mas eles reagiram mais quando os drones se aproximam verticalmente.

O estudo é um primeiro passo para uma boa utilização dos drones na investigação dos animais selvagens. Novos estudos devem avaliar os impactos de diferentes drones em outros táxons, e monitorar indicadores fisiológicos de estresse em animais expostos a drones de acordo com o tamanho dos grupos e status reprodutivo.

Veja mais:
Approaching birds with drones: first experiments and ethical guidelines




Autor

Marcelo Silva Sader

Médico veterinário com especialização em análise de sistemas. Foi um dos precursores no desenvolvimento de sistemas para veterinários. Atualmente escreve para o NetVet News e trabalha em aplicativos e aplicações web para o mercado veterinário.

Relacionados

Comentários

Este post não possui nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

 


  Respondendo ...